A contribuição dos nascimentos e óbitos para o envelhecimento populacional no Brasil, 1950 a 2100

Luana Junqueira Dias Myrrha, Cassio M. Turra, Simone Wajnman

Resumen


O objetivo deste trabalho é analisar o envelhecimento populacional brasileiro no período de 1950 a 2100. A metodologia consiste na decomposição da variação da idade média populacional em função de três tendências (Preston; Himes; Eggers, 1989): o envelhecimento natural da população; os efeitos rejuvenescedores dos nascimentos; e os dos óbitos. Os dados utilizados, para a análise de 1950 a 2000, provêm das publicações do Celade (2007a, 2007b) e, de 2000 a 2100, da projeção calculada pelo Cedeplar (2008), cenário br2. Os resultados são consistentes com a literatura anterior, ao apontarem o papel preponderante da queda de fecundidade no processo de envelhecimento populacional, bem como o papel secundário, mas crescente, exercido pela transição de mortalidade sobre a estrutura etária. No início da transição demográfica, em meados do século passado, quando a população brasileira era jovem e quase estável, o grande volume de nascimentos impedia o aumento da idade média da população. Nas décadas seguintes, a contínua queda da natalidade resultou em um avanço gradativo da idade média da população, que deverá passar de 23,41 anos em 1950 para 51,10 anos em 2100. Aos poucos, a estrutura etária tenderá para um novo cenário de quase estabilidade, sem grandes variações na idade média, graças ao efeito dos óbitos, que substituirão, parcialmente, o papel dos nascimentos no passado, pela exclusão de pessoas com idades superiores à idade média na população. A grande mudança populacional brasileira, marcada pela substituição em larga escala de crianças por idosos, que terá ocorrido em um intervalo de apenas um século, deverá dar lugar a uma população envelhecida, com variações na estrutura etária restritas às idades mais elevadas, a depender do futuro da fecundidade e da longevidade. Esse cenário tem fortes implicações para a sociedade brasileira, uma vez que, se conseguirmos adaptar nossos sistemas econômicos e sociais ao novo padrão demográfico, os ajustes poderão ser menores a partir de 2050.


Palabras clave


estrutura etária; Brasil; óbitos; nascimentos; envelhecimento populacional

Texto completo:

PDF

Referencias


Beltrão, K. I.; Camarano, A. A. Cálculo de saldos e taxas líquidas de migração internacional. In: Encontro Nacional sobre Migração. Anais.Curitiba: Abep/Ipardes, 1997.

Bourgeois-Pichat, J. Future outlook for mortality decline in the world. Population Bulletin of the United Nations, n. 11, p. 12-41, 1978.

—————. La mesure de la mortalité infantile. Population, n. 6, p. 233-248, 1951.

Brito, F. As migrações, a redistribuição espacial e a estrutura etária: o caso da região metropoli¬tana de Belo Horizonte. In: Wong, L. R. O envelhecimento da população brasileira e o aumento da longevidade – subsídios para as políticas orientadas para o bemestar do idoso. Belo Horizonte: Cedeplar/ufmg, Abep, 2001. p. 57-75. Disponível em: , acessado: 6/7/2017.

Carvalho, J. A. M. O tamanho da população brasileira e sua distribuição etária: uma visão pros-pectiva. In: Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 6. Anais.Olinda: Abep, v. 1, p. 37- 66, 1988.

—————. O saldo dos fluxos migratórios internacionais no Brasil na década de 80: uma tenta¬tiva de estimação. In: Patarra, N. L. (Coord.). Migrações internacionais: herança xx, agenda xxi. Campinas: fnuap, p. 227-238, 1996. (Programa Interistitucional de Avaliação e Acompanhamento das Migrações Internacionais, v. 2).

Carvalho, J. A. M.; Campos, M. B. O saldo migratório internacional do Brasil na década de 1990. In: V Encontro Nacional sobre Migrações. Anais... Campinas: Abep, 2006.

Carvalho, J. A. M.; Garcia, R. A. O envelhecimento da população brasileira: um enfoque de-mográfico. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 725-733, 2003. Disponível em: , acessado: 9/7/2017.

Caselli, G.; Vallin, J. Mortality and population ageing. European Journal of Population, v. 6, n. 1, p.1-25, May 1990. doi: 10.1007/BF01796797.

CEDEPLAR – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional/Universidade Federal de Minas Gerais. Projeção populacional para o Brasil e Unidades da Federação, por idade, 2000-2050, cenários alternativos. Relatório de pesquisa. Belo Horizonte: UFMG, 2008. Circulação restrita.

CELADE – Centro Latinoamericano y Caribeño de Demografía. Proyección de población, Santiago, Chile: Celade, 2007a. (Observatorio Demográfico, n. 3). Disponível em: , acessado: 9/7/2017.

—————. Mortalidad. Santiago, Chile: Celade, 2007b. (Observatorio Demográfico, n. 4). Disponível em: , acessado: 9/7/2017.

Coale, A. The effects of changes in mortality and fertility on age composition. The Milbank Memorial Fund Quarterly, v. 34, n. 1, p. 79-114, 1956. doi: 10.2307/3348332.

—————. How the age distribution of a human population is determined. Cold Spring Harbor Symposia on Quantitative Biology, n. 22, p. 83-89, 1957. doi: 10.1101/ SQB.1957.022.01.010.

Dias Junior, C. S.; Costa, C. S. O envelhecimento da população brasileira: uma análise de conte¬údo das páginas da Rebep. In: Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 15 Anais... Caxambu: Abep, 2006.

Gonzaga, M. R.; Queiroz, B. L.; Machado, C. J. Compressão da mortalidade: um estudo da varia¬bilidade da idade à morte na população do Estado de São Paulo, Brasil, 1980-2005. Cadernos de Saúde Pública, v. 25, n. 7, p. 1475-1485, 2009. Disponível em: , acessado: 10/7/2017.

Horiuchi, S.; Preston, S. H. Age-specific growth rates: the legacy of past population dynamics. Demography, v. 25, n. 3, p. 429-441, 1988. doi: 10.2307/2061542.

Horta, C. J. G. À procura dos padrões de mortalidade no Brasil. 2005. 337 f. Tese (Doutorado em Demografia) – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2005.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Projeções da população, Brasil e Unidades da Federação. Rio de Janeiro: ibge, 2013 (Série Relatórios Metodológicos, v. 40).

—————. Brasil em Números = Brazil in figures/ ibge. Centro de Documentação e Disseminação de Informações. - Vol. 1 (1992-). Anual. Rio de Janeiro: ibge, 2016.

Moreira, M. M. Envelhecimento da população brasileira. 1997. 149 f. Tese (Doutorado em Demografia) – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1997.

—————. Envelhecimento da população brasileira: intensidade, feminização e depen-dência. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 15, n. 1, p. 79-93, 1998a. Disponível em: , acessado: 10/7/2017.

—————. Envelhecimento da população brasileira em nível regional; 1940-2050. In: XI Encontro Nacional de Estudos Populacionais. Anais... Caxambu-MG: Abep, 1998b.

Moreira, M. M.; Carvalho, J. A. M. Envelhecimento da população e aposentadoria por idade. Previdência em Dados, v. 7, n. 4, p. 27-39, 1992

Myrrha, L. J. D. Estrutura etária brasileira: decomposição segundo variações na fecundidade e na mortalidade. 2009. 121 f. Dissertação (Mestrado em Demografia) – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

————— .Turra, C. M.; Wajnman, S. Estrutura etária brasileira: decomposição segundo varia¬ções na fecundidade e na mortalidade. In: XVII Encontro Nacional de Estudos Populacionais. Anais.Caxambu-mg: Abep, 2010.

Natale, M. Popolazione e domanda di servizi formativi e sanitari. Rivista Italiana di Economia, Demografia e Statistiea, v. xli, n. 1-4, p. 37-85, 1987.

Preston, S. H.; Himes, C.; Eggers, M. Demographic conditions responsible for population aging. Demography, v. 26, n. 4, p. 691-704, 1989. doi: 10.2307/2061266.

Preston, S. H.; Stokes, A. Sources of population aging in more and less developed coun¬tries. Population and Development Review. v. 38, n. 2, p. 221-236, 2012. doi: 10.1111/j.1728-4457.2012.00490.x.

United Nations. Global trends and prospects of aging population structures. Economic and social implications of population aging: proceedings of the Tokyo Symposium on popula¬tion structure. New York: United Nations, 1988.

—————. Population Division of the Department of Economic and Social Affairs of the United Nations Secretariat. World population prospects: the 2010 revision. 2011. Disponível em: .

Yu, Y. C.; Horiuchi, S. Population aging and rejuvenation in major regions of the world. In: Encontro Anual da PAA. San Francisco, ca: paa, 1987.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.

Comentarios sobre este artículo

Ver todos los comentarios


Copyright (c) 2017 Luana Junqueira Dias Myrrha, Cassio M. Turra, Simone Wajnman

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.

Indexada en:

   

ISSN: 2393-6401 (en línea)

ISSN 2175-8581 (versión anterior impresa)
 
 
Licencia de Creative Commons
Revista Latinoamericana de Población, Licencia Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional License.

Valid XHTML 1.0 Transitional