Proposta de classificação para avaliar a qualidade dos dados censitários dos centenários
PDF
ePUB
XML

Palabras clave

Idosos
Confiabilidade dos dados
Censos
Classificação de dados

Cómo citar

Barbosa Medeiros, J., & Paes, N. A. (2022). Proposta de classificação para avaliar a qualidade dos dados censitários dos centenários. Revista Latinoamericana De Población, 16, e202207. https://doi.org/10.31406/relap2022.v16.e202207

Resumen

O objetivo deste estudo consistiu em propor uma classificação que permita avaliar a qualidade da contagem censitária dos idosos centenários, a partir de determinados indicadores para contingentes populacionais regionais do mundo. Tratou-se de um estudo ecológico, constituído por dados secundários de indivíduos com 100 anos ou mais, residentes em 85 países. Procedeu-se a construção de três indicadores referentes aos centenários. Foi aplicada a técnica multivariada de classificação “cluster analysis” para selecionar grupos de países com características semelhantes e formular intervalos de valores para cada indicador. Finalmente, foram designados cinco escores que determinaram a classificação final. Os resultados apontam que para a boa qualidade dos dados censitários, o fator de desenvolvimento socioeconômico está intrinsicamente relacionado. Portanto, o uso de ferramentas demográficas parece adequado para avaliar os sistemas de informações em saúde e essa classificação poderá favorecer a compreensão do verdadeiro panorama na distribuição dos idosos longevos no mundo.


O objetivo deste estudo consistiu em propor uma classificação que permita avaliar a qualidade da contagem censitária dos idosos centenários, a partir de determinados indicadores para contingentes populacionais regionais do mundo. Tratou-se de um estudo ecológico, constituído por dados secundários de indivíduos com 100 anos ou mais, residentes em 85 países. Procedeu-se a construção de três indicadores referentes aos centenários. Foi aplicada a técnica multivariada de classificação “cluster analysis” para selecionar grupos de países com características semelhantes e formular intervalos de valores para cada indicador. Finalmente, foram designados cinco escores que determinaram a classificação final. Os resultados apontam que para a boa qualidade dos dados censitários, o fator de desenvolvimento socioeconômico está intrinsicamente relacionado. Portanto, o uso de ferramentas demográficas parece adequado para avaliar os sistemas de informações em saúde e essa classificação poderá favorecer a compreensão do verdadeiro panorama na distribuição dos idosos longevos no mundo.

https://doi.org/10.31406/relap2022.v16.e202207
PDF
ePUB
XML
Creative Commons License

Esta obra está bajo una licencia internacional Creative Commons Atribución-NoComercial 4.0.

Derechos de autor 2022 Revista Latinoamericana de Población

Artículos similares

También puede {advancedSearchLink} para este artículo.